top of page
Blog
Posts Em Destaque

Surpresos ( de novo).




"- Você não esperava isso?""


"- Nãããoooo....minha própria mãe.""


"- Ela já havia feito isso antes?"


"- Não comigo..."


"- Há quantos anos você é filha dela?"


"- 42."


"- E o que você achou que ela faria.?"


"- O que toda mãe faz. Não brigar, não contar para os outros, entender"


"- E ela costuma não brigar, ficar quieta e entender?"


"- Quase nunca."


"- E você realmente ficou surpresa porque ela fez o que sempre faz?"



Afinal, porque nos surpreendemos com padrões de respostas sistemáticos e previsíveis das pessoas com quem convivemos?



A indignação e a surpresa existem porque interagimos, dialogamos e convivemos muito mais com nossas expectativas sobre o outro, do que com "o outro."



A supresa é sempre proporcional à nossa maturidade.



Só um adulto consegue olhar para a realidade sem alienar-se com negações e ilusões por um lado, e sem sucumbir ao ressentimento de ter seus sonhos frustrados por outro.



A nossa disposição interna para olhar para a realidade e aceitar as pessoas e circunstancias como elas são, é a maneira mais respeitosa, e principalmente, segura, de nos relacionarmos em qualquer ambiente: afetivo, familiar, profissional.



Respeitosa, porque preservamos a liberdade de cada um, e não "exigimos" que o outro se molde ao que desejamos, e segura, porque podemos calibrar nossas expectativas, ofertas e intenções.



A provocação: "Eu só reconheço o que eu conheço" do prof Adalberto Barreto explica que nossa "indignação e surpresa" com o comportamento de uma pessoa com quem convivemos por anos, esbarra na dificuldade de aceitar nossas próprias vulnerabilidades, padrões e imperfeições.



Aceitar... como premissa de toda e qualquer mudança.



Quanto mais "perfeitos", "inocentes" ou "santos" acreditamos ser, mais "indignados", "revoltados" e "supresos" ficaremos conosco, com o outro, e com a realidade como ela é.

Comments


Procurar por tags
Nenhum tag.
Posts Recentes
full_trimmed_transparent_customcolor_edi
  • WhatsApp Dra. Juliana Rosano
  • Instagram Dra. Juliana Rosano
  • Facebook Dra. Juliana Rosano
  • YouTube Dra. Juliana Rosano
bottom of page